Líquido, e agora?

Todo mundo já passou ou ainda vai passar pela situação de seu celular entrar em contato com algum líquido e o que se deve fazer?

Alguns mitos populares recomendam colocar o aparelho no arroz, no sol ou seca-lo no secador, mas estas ações não são seguras para o seu celular, pois podem danifica-lo ainda mais ao entrar em contato com micropartículas do arroz ou pelo calor excessivo.

Então, o que devemos fazer para não danifica-lo ainda mais? Nossos técnicos dão diversas dicas.

Após retirar o celular do contato com o líquido é imprescindível desliga-lo, mesmo que ainda esteja funcionando aparentemente normal. Retire a bateria e todos os acessórios, como capinhas, chip, cartão, e etc. Este passo é de extrema importância, pois os líquidos são ótimos condutores elétricos, o que possibilita que a corrente percorra caminhos que não deva percorrer, aumentando a possibilidade de danificar componentes ou até mesmo o aparelho por completo.  Então, ai está uma dica de ouro: ao retirar da água, desligue-o imediatamente!

Em seguida, segue todo o aparelho com um papel ou com um pano limpo, retirando assim o excesso de água que se encontra em sua parte externa. Após esse passo, o aparelho deve ser colocado em local fresco e arejado, para que assim seque por completo seu interior. Lembrando que NUNCA se deve ligar ou carregar o celular até que ele seque por completo.

Após seguir estes passos, o risco do aparelho entrar em curto por ter entrado em contato com líquido é reduzido significativamente, porém seu celular ainda não estará livre de problemas, pois mesmo depois de seco, surgi o risco dele sofrer oxidações na placa e/ou em outros componentes. A oxidação é provocada pelo contato dos componentes eletrônicos do seu aparelho com a água, o que gera uma “ferrugem”, impedindo o funcionamento normal do aparelho. Normalmente, a oxidação vai aumentando com o tempo, podendo danificar permanentemente seu aparelho.

Este problema só é possível de ser solucionado a partir dos reparos técnicos que uma assistência oferece, pois o aparelho precisa ser submetido a diversos processos, como a ressolda e a desoxidação. Basicamente, esses processos consistem em colocar a placa em banheira de ultrassom com álcool isopropílico. Em seguida, ela submetida a uma determinada temperatura para que a solda “derreta” e assim as trincas e corrosões ocasionadas pela oxidação sejam resolvidas.

Após todo este processo, a chance de seu aparelho voltar a dar algum problema diminui significativamente, mas este deve ser feito o mais rápido possível, evitando assim, maiores problemas com seu celular.

29250799_10213704246774007_717468396_o

Componentes da placa oxidado.

28946384_10213704246534001_4589886_o

Após a ressolda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s